Receita: Ratatouille

 

Adicione mais vegetais no seu dia fazendo essa fácil e deliciosa receita Ratatouille.

Ingredientes:

6 cebolas
6 tomates
6 abobrinhas
1 beringela grande
1 pimentão verde
1 pimentão vermelho
2 colheres de molho de tomate
2 dentes de alho
sal e pimenta do reino a gosto
manjericão fresco a gosto
azeite de oliva
Vinagre vermelho.

Como fazer:

Corte a beringela em cubinhos e deixe de molho na água e umas 4 colheres de sopa de vinagre durante 15 minutos, para evitar que amargue.

Corte a abobrinha e os tomates em cubinhos.

Retire as sementes do pimentão e corte em tirinhas finas.

Coloque o óleo de oliva na panela e deixe aquecer, acrescente as cebolas cortadas (rodelas ou cubinhos) e deixe dourar levemente, em seguida coloque o alho picado.

Junte todos os legumes e temperos mexendo bem, mas com cuidado para não “machucar” os legumes.

Acrescente um pouco de água para deixar cozinhar mas não muita.

Cozinhe em fogo baixo com a panela semi tampada por 10 minutos ou até que os legumes fiquem molinhos.

E Bom Apetite!

Aqui tem outra versão do Ratatouille.

5 Dicas para beber mais água

Você sabia que as doenças mais comuns podem ser aliviadas apenas com um pouco mais de água diariamente?

A maioria de nós não está diariamente bebendo água suficiente. Na verdade, varias vezes quando muitos de nós tomamos um analgésico para dor de cabeça ou dor muscular, simplesmente beber alguns copos de água pode resolver nossos problemas de forma natural. Dores de cabeça, estresse, tensão do corpo, os desejos de açúcar, tudo isso pode mesmo ser resultado de um corpo desidratado, apenas aumentando a quantidade de água que você bebe em um dia ajudaria a aliviar esses sintomas.

Nossos corpos são compostos de 75% de água e nossos cérebros são compostos de água com 85%. Isso significa que, recebendo água o suficiente é vital para a nossa saúde. Mas antes de eu falar mais sobre isso vale ressaltar como você pode obter mais, primeiro – vamos falar sobre os benefícios de obter água suficiente.

Beber água ajuda:
– Desintoxicação e lava os rins e bexiga, naturalmente, permitindo que as toxinas se manter em movimento para fora do corpo
– Promover a perda de peso, mantendo os alimentos se movendo na sua digestão
– Dar-lhe a pele saudável, hidratando-lo de dentro para fora
– Aumenta o total de energia
– Manter o equilíbrio dos fluidos corporais (para afastar as dores de cabeça e caimbras músculares)
– Combater a desidratação, que pode levar à fome, fadiga e ansiedade pelo açúcar.

Então, como podemos ter certeza de que estamos recebendo mais água a cada dia? Confira estas cinco dicas para manter-se hidratado e obter mais água:

1. Beba água com sabor.
Não, eu não estou falando sobre essas águas-de-açúcar ou as “caloricas não” águas aromatizadas. (Psiu – toda a água não tem calorias). Eu estou falando sobre a adição de algumas frutas e / ou ervas a sua água para torná-lo mais agradável e saboroso. O sabor sutil realmente vai um longo caminho e pode tornar a água potável muito mais interessante.

20121130-141551.jpg

2. Coloque marcadores em uma garrafa de água e leve-as com você durante o dia.
Eu vi esta idéia no Pinterest e achei que era gênio! Basicamente, você transportar cerca de uma ou duas garrafas de água por dia, e têm marcas de onde você deve terminar de beber por um certo tempo. Eu amo essa idéia, porque ela pode mantê-lo responsável com o seu tempo, por isso, se você perder uma marca na garrafinha – no outro dia vá fundo até você pegar essa moda.

20121130-141402.jpg

3. Comer alimentos ricos em água.
Encontrar alimentos com elevado teor de água é simples, principalmente nos meses de primavera e verão. Estes podem ser encontrados em pepino, melancia, tomate, abacate, melão, morangos, aipo, e brócolis. Mesmo se você não for fã de beber muita água, você pode estar comendo certo para obter água o suficiente. Decidindo a comer pelo menos uma porção de alimento fresco, cru em cada refeição é uma ótima maneira de integrar esta dica em sua vida diária.

4. Reabastecer seu copo toda vez que você usar o banheiro.
Este é um dos truques que eu aprendi ao longo dos últimos meses. É tão simples quanto parece. Sempre que terminar de usar o banheiro, reabastecer seu copo e leva-lo com você. Você vai ser muito mais propensos a beber água quando você o tem por perto e não tem que fazer o seu caminho de volta para a cozinha para pegar mais.

5. Beba um copo de água antes das refeições – sempre.
Muitos de nós não intencionalmente costuma comer demais, porque estamos desidratados quando nos sentamos para consumir uma refeição. Só de lembrar-se de beber um copo antes de cada refeição, pode nos ajudar da seguinte maneira:
1) pode saciar os nossos níveis de fome e comer menos na hora das refeições e
2), podemos ter certeza que estamos recebendo pelo menos mais três copos de água que nós já temos.

Incorporando ainda uma dessas mudanças muito simples em seu dia-a-dia pode mantê-lo hidratado, ajudando a evitar a desidratação, dores de cabeça, e os desejos de doces.

Leia mais sobre o papel da água no emagrecimento.

Mantenha-se hidratado!

O que é a Dieta Dukan

Tem quem chame a dieta Dukan de Atkins dos franceses. Mas esta dieta é um pouco diferente. Ela promete peso estável para o resto da vida, desde que se siga cada passo de acordo com o que é orientado pelo método. O mais atraente desta dieta, no entanto, é a promessa de comer sem restrições! Isso mesmo…mas calma, existem cuidados. Uma das diferenças para a dieta de Atkins é que a Dukan não recomenda o consumo de bacon e carnes gordurosas de forma indiscriminada.

Na dieta Dukan, você pode comer bastante na primeira fase, desde que se farte de proteínas. Elas são o principal nutriente que você precisa para começar o processo de emagrecimento neste método que envolve 4 fases.

A dieta Dukan foi desenvolvida pelo médico e nutrólogo francês Pierre Dukan. Em um livro que vendeu mais de 3,5 milhões de cópias só na França no ano de 2008 e continua a vender muito pelo resto do mundo, Dukan descreve seu método com todas as etapas para que qualquer pessoa emagreça sem esforço!

Na primeira fase da dieta, chamada de ataque, você passa de um a cinco dias comendo apenas carne magra, quantidades moderadas de ovos, laticínios de baixa caloria e muita água. Na segunda fase, entram as verduras e legumes (mas pode esquecer a batata, ela não faz parte dessa etapa, infelizmente…). Na terceira fase, entram as frutas, porções reduzidas de pães e também massas de fórmula integral. Esqueça a farinha branca e os carboidratos refinados, eles não entram. O motivo é simples: como possuem alto índice glicêmico, comprometem o trabalho da insulina no organismo, fazendo com que muito açúcar fique na circulação e vire gordura – exatamente o que você não quer que aconteça.

Na quarta etapa, quase todos os alimentos são liberados. Mas, para que a dieta mantenha seus efeitos, você deve, pelo menos uma vez na semana, repetir um dia de cardápio como se ainda estivesse na fase 1, somente consumindo proteína neste dia. Se fizer isso para o resto da vida, manterá seu peso ideal sem esforço e com muito sabor!

Outra dica bem quente de especialistas: consuma todos os dias, seja de que forma for, misturada ou não à comida normal, 3 colheres de sopa de farelo de trigo e de aveia. Estes são alimentos que fazem bem ao corpo e muito ricos em fibras solúveis, que não só mantém o intestino saudável como garantem por mais tempo a sensação de saciedade, auxiliando você na luta diária para comer apenas o que o seu corpo pede e precisa. É muito melhor fazer isso do que lotar o prato de comida e consumir mais do que deveria, não é mesmo?

Como Calcular o seu Metabolismo

Você sabe o que é o metabolismo corporal? Trata-se das transformações que nutrientes e outras substâncias químicas oriundas de alimentos e medicamentos, por exemplo, passam dentro do corpo humano.

O resultado desse “laboratório de química” é a produção da energia necessária para manter seu corpo em funcionamento. Este processo geralmente é definido pela quantidade de calorias queimadas por um determinado tempo, como em um carro, que pode variar a quilometragem feita por litro de combustível.

Para ter uma ideia, cerca de 60% a 70% dessa energia é necessária apenas para o funcionamento das funções vitais do corpo humano, como a respiração, o pulso cardíaco, a manutenção da temperatura corporal, entre outros. Outros 12% são gastos no processamento do alimento para obter esta energia.
20121127-132147.jpg

O metabolismo corporal varia de acordo com a idade, propensão genética, peso, altura, sexo, tipo de dieta, temperatura do meio e, principalmente, a prática de exercícios. De acordo com o que você come, que tipo de esporte prática e outros fatores determinantes do seu estilo de vida, você poderá gastar mais ou menos energia para manter seu corpo funcionando perfeitamente. Como se trata de um conjunto de variáveis complexas, a combinação desses fatores explica a existência de pessoas que comem de tudo e nunca engordam, e também o oposto: aquelas que lutam a vida toda para ficar em forma, mas estão sempre acima do peso.

Como calcular

Existem três contas que podem ser feitas para calcular o seu metabolismo. A equação de Harris-Benedict é a mais utilizada por sua precisão. Ela calcula o quanto é necessário queimar por dia sem realizar atividades físicas:

Homens: TRM (em calorias por dia) = 66.47 + 13.7 x Peso (kg) + 5 x Altura (em cm) – 6,76 x Idade (anos)

Mulheres: TRM (cal / dia) = 655,1 + 9.57 x Peso (kg) + 1.9 x Altura (em cm) – 4,68 x Idade (anos)

Para ter mais detalhes sobre a sua taxa metabólica, é preciso realizar um exame chamado calorimetria, sob consulta médica.

Usando a taxa metabólica para determinar uma dieta ideal

Uma vez que você saiba sua TRM, pode calcular o quanto é necessário de calorias consumidas por dia, de acordo com a quantidade de exercícios que pratica:

Pouco ou nenhum exercício: calorias necessárias = TRM x 1.2

Exercícios leves (1-3 vezes por semana) : calorias necessárias = TRM x 1.375

Exercícios moderados (3–5 vezes por semana) : calorias necessárias = TRM x 1.55

Exercícios frequentes (6–7 vezes por semana) : calorias necessárias = BMR x 1.725

Exercícios diários (duas vezes ao dia, exercícios intensos) : calorias necessárias = BMR x 1.9

Com esta fórmula, é possível entender o quanto se deve comer e quanto de exercício é necessário para aumentar seu metabolismo, o que ocasiona a perda de peso e não só isso: seu corpo ficará mais saudável, resistente

Espero que tenha ajudado e inscreva-se em nossa lista de emails para receber noticias e novidades.

Quantas calorias devemos comer para emagrecer

A ciência é simples e direta, não perdoa: para emagrecer rápido, é preciso diminuir a quantidade de calorias que se consome ao dia. O raciocínio é: pessoas normais – ou seja, sem nenhum tipo de distúrbio de apetite que as façam consumir mais ou menos comida – consomem mais calorias do que precisam para manter o corpo funcionando.

É muito combustível para pouca performance. Este excesso é estocado pelo corpo em forma de gordura.

Para calcular o total de calorias necessárias para manter seu corpo funcionando sem excessos, é preciso primeiro calcular a taxa de metabolismo. Mas, no geral, especialistas recomendam o consumo de 1.200 calorias, mil calorias ou até 800 calorias para chegar a resultados mais rápidos – a última opção permite que se perca um quilo em até dez dias.

Neste caso, a prática de exercícios não é recomendada, mas o consumo de tão poucas calorias não sustenta o corpo de forma adequada; portanto, uma dieta personalizada, baseada na sua Taxa de Metabolismo Basal é o mais indicado.

Saiba como calcular sua taxa de metabolismo:

Mulheres:

· 10 – 18 anos: 12,2 X peso (kg) + 746

· 18 – 30 anos: 14,7 X peso (kg) + 496

· 30 – 60 anos: 8,7 X peso (kg) + 829

· + 60 anos: 10,5 X peso (kg) + 596

Homens:

· 10 18 anos: 17,5 X peso (kg) + 651

· 18 – 30 anos: 15,3 X peso (kg) + 679

· 30 – 60 anos: 8,7 X peso (kg) + 879

· + 60 anos: 13,5 X peso (kg) + 487

O segundo passo é calcular seu fator de atividade (FA). Este cálculo leva em consideração a quantidade de exercícios praticados semanalmente:

Valores de FA:

· 1,2: Sedentário

· 1,3 (homens – 1,4): exercícios leves (3x na semana)

· 1,45 (homens – 1,5): exercícios leves (3x na semana) e hábitos mais ativos

· 1,5 (homens – 1,6): Exercícios diários moderados (até 2h por dia)

· 1,7 (homens – 1,8): Exercícios diários pesados (Mais de 3h por dia)

Multiplique sua TMB pela FA e você terá a quantidade de calorias necessárias para manter seu corpo funcionando com os exercícios, ou seja, o que o seu corpo pede diariamente!

Esse valor é a sua referência para reduzir as calorias e perder peso. Para perder um quilo, é preciso tirar 7.700 calorias da sua dieta. Vamos supor que você precise de 1.800 calorias para viver. Uma dieta confortável é descer de 1.800 para 1.200 calorias por dia. Isso significa 600 calorias que você está “economizando”.

Para perder um quilo consumindo 1.200 calorias ao dia, você precisa de 13 dias. A conta é

7700 calorias dividido por 600 calorias-reserva (aquelas que você eliminou da dieta) = dias que você vai levar para emagrecer (13 neste caso).

Dieta para o Abdômen

Você quer conhecer os princípios de uma dieta para reduzir a gordura abdominal? Você sabia que mudar seus hábitos alimentares é tão importante quanto o exercício e esse artigo irá olhar para seis maneiras que você pode emagrecer no abdômen.

Qualquer dieta para o abdômen começará em comer mais fibras. Você precisa comer pelo menos 25 gramas de fibra por dia para reduzir a gordura abdominal. Alguns pesquisadores ainda dizem que 35 gramas é o ideal. A fibra é as partes indigestas de frutas, legumes e grãos integrais.

A maior parte da fibra é como uma esponja e quando se combina com a água em seu aparelho digestivo absorve tudo. Alimentos ricos em fibras também costumam dar a sensação de saciedade e encher, então é improvável que você vai querer comer demais. Finalmente, existe o factor de “mastigação”. Alimentos ricos em fibras apenas levam mais tempo para comer. Isso permite que seu estômago possa sinalizar o seu cérebro que você está cheio antes de encher-se.

A próxima estratégia é escolher uma razoável quantidade de carboidratos de qualidade. A melhor alimentação para o abdômen terá 45 a 65 por cento das calorias provenientes de carboidratos. Mas isso não significa que um monte de bolinhos, frutas e vegetais que possuem carboidratos em si, serão os de alta qualidade.

Carboidratos dividem-se em glicose. Este é armazenado como glicogênio nos músculos e no fígado. Quando o glicogênio é armazenado, ele carrega com ele três vezes o seu próprio peso como água. Gordura e proteína não possuem nenhum peso (naquele momento). É por isso que as pessoas que seguem uma dieta de baixo carboidratos como Atkins inicialmente pode perder peso tão rapido. Na verdade eles estão apenas perdendo água. É por isso que você não quer ir acima de 65% carboidratos em sua alimentação (para evitar a diferença na balança).

Ainda assim, você quer ter pelo menos 45 por cento de carboidratos em sua dieta para abdômen. Você deve se concentrar sobre alimentação equilibrada. Para melhores resultados, você deve comer pelo menos três a cinco porções de vegetais (15-25 gramas de carboidratos); 2-4 porções de frutas (30-60 gramas de carboidratos) e cerca de 1 xícara (cozidos ou cru, ou 2 fatias de pão integral) por dia.

Em seguida, você deve beber bastante água. Muitas pessoas erroneamente acreditam que beber muita água irá causar-lhes inchaço. Na verdade, acontece o oposto. Beber água vai lavar o seu corpo do sódio. A água será eliminada naturalmente. Mas levara o sal que esta em seu sistema com ele, e vai realmente reduzir o inchaço.

Mas, Evite beber bebidas gaseificadas, como refrigerantes. Isso porque faz o inchaço aumentar. O dióxido de carbono esta aprisionado nas bolhas de gás que se criam, o que retarda o esvaziamento do estômago. Além disso, limitar o seu consumo de álcool e cafeína também. Pois ambos são diuréticos naturais, que aumentam a perda de líquidos e não substituem seus fluidos corporais de forma tão eficaz como água ou suco.

A próxima dica na nossa dieta para abdômen é observar o sódio. Conforme a Organização Mundial da Saúde (OMS) você só precisa de cerca de 2000 miligramas de sódio por dia, mas a maioria das pessoas consome entre 3000 e 6000 miligramas na dieta moderna. Alimentos processados e refeições do restaurante são os principais responsáveis por esse consumo. Tente comer em casa, preparando seus próprios alimentos.

Tente comer leve à noite. Sua maior refeição deve ser o café-da-manhã. Um almoço moderado deve seguir ao meio-dia. Sua refeição da noite deve ser a menor do dia. E, depois do jantar, comer algo bem leve.

Finalmente, tente reduzir o estresse se você está em uma dieta para abdômen. Estresse desencadeia cortisol, que é um hormônio que faz com que você deposite gordura em torno dos órgãos em seu abdômen. Exercício e técnicas de relaxamento de respiração profunda pode ajudar você a relaxar.

Se você está tentando emagrecer, comece pela barriga, tente esse estilo de alimentação. Ela é baseada no livro “A dieta do Abdômen” escrita por David Zinczenko, editor da revista Men’s Health nos Estados Unidos, contem alimentos ricos em nutrientes e com pouca gordura ruim e apenas gorduras boas que alguns especialistas dizem ser bastante eficazes no emagrecimento, porem lembrando que esse emagrecimento acontece no seu corpo e não apenas especificamente no abdômen. Então segue a lista do que ela inclui.

Os 12 alimentos super-poderosos da Dieta do Abdômen são:

* Amêndoas e outras nozes.

* Feijões e legumes.

* Espinafre e outros vegetais verdes.

* Laticínios com pouca gordura.

* Aveia.

* Ovos.

* Peru ou outra carne magra ou peixe.

* Manteiga de amendoim.

* Óleo de oliva.

* Cereal integral.

* Proteína extra – whey protein (proteína de soro de leite).

* Framboesa e similares como morango.

Alimentos para comer frequentemente na Dieta do Abdômen:

* Molho de maçã.

* Aspargo.

* Abacate.

* Banana.

* Arroz integral.

* Bacon Canadense.

* Óleo de Canola.

* Fruta e sucos de cítricos.

* Caça magra (avestruz, etc).

* Alho.

* Lentilhas.

* Cogumelos.

* Melão.

* Pêssego.

* Óleo de amendoim.

* Ervilhas.

* Pimentas.

* Pipoca (livre de gordura).

* Mariscos.

* Semente de girasol.

* Sopa a base de caldo de carne.

* Batata doce.

Alimentos para comer ocasionalmente na Dieta do Abdômen:

* Batata cozida.

* Cerveja light. (Corte se possivel)

* Manteiga light. (Corte se possivel)

* Chocolate.

* Café.

* Cordeiro.

* Lasagna

* Macarrão

* Margarina

* Nozes

* Pudim

* Batatas-fritas (somente se cozinhadas no óleo vegetal).

* Granola (com pouca gordura).

* Presunto.

* Mel.

* Sorvete (com puca gordura).

* Geléia e marmelada.

* Lombinho de porco.

* Arroz.

* Chucrute.

* Vitela.

* Vinho branco.

* Iogurte.

Sugestões de horário das refeições na Dieta do Abdômen

  • 8h Café da manhã
  • 11h lanche da manhã
  • 13h almoço
  • 16h snack
  • 18h jantar
  • 20h lanche

Observação: Nessa dieta você pode comer várias vezes ao dia e não é necessário contar calorias, medir ou pesar a comida. Você pode comer a mesma coisa todos os dias. Alimente-se de 3 em 3 horas para manter o seu metabolismo ativo (pode ser 2 em 2 horas, se necessário).

Espero que essas informações sejam de grande ajuda, antes de iniciar uma dieta é importante consultar sempre um profissional especializado. 😉

 

Referências:

The New Abs Diet Review. By . WebMD Expert Review (conteúdo original)

The Abs Diet. Health & Wellness. US News. by Angela Haupt. (conteúdo original)

 

Por que os exercícios físicos ajudam a emagrecer

Você quer emagrecer? Há um método à prova de falhas e mais antigo que o mundo: pratique exercícios. Mas não é qualquer exercício, e alguns fatores devem ser observados para que haja sucesso na sua empreitada. Um deles é a frequência: exercício físico sem rotina não faz efeito!

A duração do exercício e a intensidade também influem bastante nos resultados e na velocidade do processo. É claro, caminhar um pouquinho no calçadão ainda é melhor do que ficar no sofá, mas entenda como você pode realmente fazer com que a prática de exercícios mude a sua vida.

Primeiramente, se você quer perder gordura localizada, precisa dedicar 30 minutos diários a exercícios aeróbicos, sem exagero. Isso significa ginástica e dança, exercícios simples de fazer em casa ou na academia.

Para caprichar e garantir a perda dessa gordura indesejada nos locais mais sensíveis, combine à ginástica ou dança uma série de abdominais. Elas fazem maravilhas para o corpo, mas não emagrecem por si só!

Nem pense em fazer exercícios sem comer antes, se não quiser desmaiar por aí. Coma um alimento que faça bem: nada de gorduras pesadas no café da manhã, mas carboidratos e frutas. Um suco e um sanduíche te deixaram preparado para encarar uma série de exercícios na boa, e vão garantir sua eficácia.

A musculação emagrece, e muito! Quem disser o oposto está mal informado. Um dos motivos é que a musculação aumenta a massa muscular e, por consequencia, o seu metabolismo! Afinal, o tecido muscular gasta calorias mesmo quando em repouso. Portanto, Quanto mais músculos trabalhados e desenvolvidos, mais calorias seu corpo necessita para se manter funcionando – e menos seu corpo vai engordar com os alimentos que você consumir.

Não se engane também com as caminhadas. Muita gente resolve fazer exercícios para emagrecer e fica só na voltinha pelo parque. Isso, sem mais nenhum acompanhamento, não vai adiantar. Uma caminhada que vai ajudar no processo deve ter um ritmo moderado e durar pelo menos 30 minutos, ou não vai ajudar em nada. É o clássico aquecimento na esteira da academia, certo?

Por fim, entenda uma coisa: nunca é tarde para começar a praticar exercícios, e sempre é positivo se exercitar. Seja fazendo pequenas coisas, como trocar o carro pela bicicleta ou pela caminhada, limitar o uso do computador para lazer durante a semana, ou fazer você mesmo os reparos da sua casa; ou optando por atividades que dêem prazer como a prática de esportes coletivos, dança ou artes marciais durante a semana, qualquer exercício é importante e faz bem. Inclua uma dessas atividades no seu dia a dia e colha os bons frutos do seu investimento pessoal!

 

Cuidado ao Escolher Pílulas para emagrecer

Existem muitas pílulas dietéticas no mercado. Elas fazem todos os tipos de promessas, na maioria das vezes que você pode comer o que quiser e perder peso magicamente por consumir essas pílulas.

Essas pílulas dietéticas foram vendidas por ano e a maioria delas, ao longo dos anos, foram proibidos nos Estados Unidos, depois que pessoas morreram ou ficaram gravemente doentes depois de tomá-las.

Muitas vezes, pílulas dietéticas são nada mais do que estimulantes.

Essas pílulas são geralmente comprimidos de cafeína que podem causar um batimento cardíaco rápido e até mesmo levar a conseqüências mais graves para aqueles que os tomam.

Existem também as pílulas para o bloqueio de gordura que eram muito populares há alguns anos atrás. A maioria delas já foram proibidas.

Na verdade, elas começaram a ser proibidas porque se apresentaram como a cura milagrosa para a obesidade no mercado e com o tempo elas poderiam causar doenças hepática ou ate câncer.

Você pode perder peso sem precisar tomar pílulas de dieta. E você não precisa realmente sacrificar a sua saúde, a fim de tentar ser mais magro.

Pare e pense, por que você quer perder peso? Há duas boas razões para perder peso.

O primeiro e mais importante deve ser que é mais saudável não ter excesso de peso.

A obesidade pode levar a muitos problemas de saúde, especialmente de doenças cardíacas e diabetes.

Por isso, é naturalmente mais saudável manter um bom peso.

A segunda razão é que você quer ter uma ótima aparência. Mas você também quer a aparência saudável.

Você quer tirar peso de uma forma saudável, que vai fazer o seu corpo se sentir mais forte e bonito e também aumentar a sua auto-estima.

Quando você perder o peso desejado, você vai se sentir muito melhor e no controle de seu corpo, mesmo se você tiver mais peso para perder.

Mas você nunca deve comprometer sua saúde se você quer perder peso.

A verdade da questão é que não há uma “pílula mágica” que pode causar a perda de peso.

Muitas das pílulas de dieta não funcionam e são apenas uma maneira da industria do emagrecimento pegar o seu dinheiro.

Muitos são simplesmente comprimidos de cafeína que lhe dão uma sensação muito desagradável de um coração acelerado (imagine com 6 xícaras de café ao mesmo tempo – é assim que você se sente quando você assumir as pílulas de dieta).

Alguns deles são muito perigoso e ainda estão sendo comercializados on-line, embora sejam proibidos nos Estados Unidos e em outros países.

Alguns desses comprimidos são apenas laxantes. Embora seja importante conforme alguns medicos para mover seu intestino diariamente para perder peso, laxantes pode sobrecarregar o seu sistema digestivo.

Se você precisar de laxantes, então siga conforme as instruções e consulte o seu medico. Mas nunca use laxantes ou laxantes disfarçados de pílulas de dieta, para perder peso.

As pessoas que estão desesperadas para perder peso acreditam que podem perder peso magicamente sem ter que sacrificar alguma coisa que eles estão fazendo atualmente.

Geralmente quando perdemos peso a base de pílulas pode ser bem provável que ganhamos tudo novamente, então o correto seria emagrecer através da reeducação alimentar.

E não se esqueça, se quiser emagrecer escolha a forma saudável!

Valor recomendado de proteínas diárias para contribuir no emagrecimento

Dose de proteina diaria

Proteína é diferente de carboidratos e gorduras em relação a queima diária. Isto significa que se você ingerir muita proteína pode ser que o seu corpo não consiga quebrá-las rápido o suficiente e isso pode levar ao ganho de peso.

Embora cada pessoa tem um metabolismo diferente para a quantidade de proteína que pode quebrar em uma hora, existem algumas orientações gerais que podem ajudar a determinar a quantidade de proteína que você precisa. Continue lendo. 😉 Leia mais